Páginas

sábado, 27 de setembro de 2014

Como confeccionar marcadores de páginas personalizados














Olá queridos amigos do LLM, visitantes do Blog e CEIN! Tudo bem? espero que sim. :)
Bom, eu (Paloma) juntamente com minha equipe (Janne e Raphaella) estamos responsáveis pelas postagens no Blog durante esta semana.
Então, viemos compartilhar algo com vocês!
Para quem gosta de ler, assim como a gente aqui do LLM, sabe muito bem que ninguém lê um livro de uma só vez!  Pelo menos a maioria não, rs. E para fazer uma pausa na leitura devemos usar os marcadores de página, (Pelo amor de Deus n-u-n-c-a:NUNCA use a orelha do livro para tal! Leitores conscientes advertem! rs) que é o que vocês vão aprender confeccionar com a gente.
Quem não gostaria de ter o seu marcador personalizado? Aqui no LLM você vai aprender como é simples e rápido de fazer. Vamos lá? 
Material necessário:
 > Tesoura
 > Revista, jornal ou folhas xamex.
 > Cola
 > Lápis
Passo a passo:
Observação: Utiliza-se o mesmo método de quando se faz barquinhos de papel.
1° Use uma folha de revista, jornal, ou chamex inteira e dobre ao meio, lembrado que o lado que você quer que apareça deve ficar por dentro na primeira dobra, como mostra as imagens abaixo.

2° Observe a sequencia mostrada nas imagens e veja como é simples.
Usamos uma folha personalizada do LLM, mas usando folhas de revistas e a sua criatividade você pode criar diversos estilos.
Como os outros que fizemos. ^-^
                                
Viram como é muito fácil fazer o seu próprio marcador?
Bom, espero que tenham gostado, deixem suas opiniões nos cometários, beijos e até a próxima! ;)          


quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Desafio Letra Mente: Coisas legais para se fazer nas férias!

Olá pessoal do LLM, CEIN visitantes e amigos! 


Eu (Paloma) e minha equipe ( Rapaella e Janne Kesia), estamos responsáveis pelas postagens desta semana, e como de costume começamos pelo desafio que socializamos na semana passada, cujo tema foi "Coisas legais para se fazer nas férias". Tudo se torna legal nas férias né? exceto a saudade dos amigos, e as tias da cantina eeehhh!!! Enfim, há muitas coisas legais para se fazer nas férias e quem respondeu este desafio foi Raphaella, que agora faz parte de nossa equipe. Bem vinda Rapha! Vamos fazer muito sucesso juntas! "lol" 

1°)  Ver filmes e séries ^_^ 
Começando pelo que mais gosto de fazer, passar um bom tempo na frente da televisão assistindo filmes de diversos gêneros e séries investigativas. Por passar longas horas assistindo filmes de terror nasceu uma grande fascinação e muita curiosidade de compreender a mente das pessoas perversas, que ao cometer atos abomináveis sentem um enorme prazer!



2°) Praticar atividades física
Manter a rotina das atividades física, com o ano letivo em curso, fica corrido. Então elas ficam um pouco de lado e nas férias aproveito todos os dias fazendo uma das coisas que mais gosto.
 Uso o esporte, também, como uma forma de exercitar a paciência, além de manter a boa forma e ajudar e ser saudável, da um certo descanso para a mente e isso é maravilhoso!

3°) Praticar a escrita como hobe
É uma das melhores formas de passar o tempo nas férias!  Expor  meus sentimentos através da escrita , criar crônicas, deixar tudo registrado! Me divirto com minhas próprias criações .

4°) Ler sem obrigação
Ler livros, artigos, visitar blogs, leitura é fundamental nas férias! Ler documentários sobre vários assuntos fazer pesquisas, gosto da leitura pois cada vez que leio amplio meus conhecimentos sobre determinados assuntos e como é férias tem um tempo a mais para ler o que gosto.

5°)Viajar
Sair um pouco da rotina com viagens   é uma maravilha, respirar novos ares  ver os amigos conhecer lugares, ir para a casa dos avos rever a família, divertir o máximo possível para começar o ano com a mente relaxada .
Bom pessoal este foi mais um desafio da semana, espero que tenham gostado! Fiquem a vontade para deixar seus cometários a respeito do top 5 respondido por Raphaella e, também, dar suas dicas sobre o tema ;)
 Beijos e ate a próxima!

Linguagem Corporal: Vertente de Letramento – Parte Final

Piuí! Piuí!

Gente linda que nos acompanha a bordo da LLM,

E ai? Vamos compartilhar momentos! Conto como foi a parte final  da nossa viagem rumo a leitura  da linguagem corporal ocorrida em nossa 13ª oficina que aconteceu no último dia 23 de setembro de 2014 e depois vocês compartilham suas impressões sobre a mesma nos nossos comentários, ok?
Não é que eles levaram mesmo a sério a expressão corporal!! Nhumy! Nhumy!
Desta vez retomamos os nossos acentos para apreciarmos  um raro vídeo “ Modern Final Song” em que Chaplin canta e interpreta a letra da canção de um jeito que ninguém mais fez. Hilário!   Ótimo aquecimento às leituras que as outras paisagens da tarde nos reservavam!

Antes que nossa locomotiva se distanciasse muito da estação pudemos contemplar e valorizar as paisagens que a equipe de Letícia providenciou durante o tempo em que não estávamos a bordo. Vale a pena desfrutar das quatro paisagens que podem ser contempladas antes desta postagem!  

Seguindo viagem avistamos uma paisagem que tem tudo a ver conosco à bordo da LLM, pois o tema do desafio da semana era “ Coisas legais para se fazer nas férias”, então foi um farfalhar de opiniões: dormir muito, assistir bons filmes sozinhos ou com amigos, ficar de trelelê com amigos, passear no shopping, viajar nas páginas de um bom livro sem se preocupar com o tempo e viajar literalmente em boas  e animadas companhias, tudo muito bom! Não é? Sorteamos o tema da semana seguinte, lembramos quem seria a equipe responsável pelas postagens desta semana e seguimos apreciando o vento a bater em nossos rostos!

Todos começaram a se inquietar ao avistarem a paisagem logo à frente, pois ninguém queria ficar por último na apresentação dos vídeos da blabação, não digam que acreditam nisso, que combinamos antes de saltarmos da locomotiva na semana passada. Paisagens muito criativas e engraçadas como vocês podem comprovar!
















Na sequencia nos detivemos alguns minutos observando os detalhes das leituras de variados gêneros que as equipes irão compartilhar em dia determinado e que aqui serão apresentados numa dinâmica que mais tarde vocês conhecerão. Combinado tal detalhe passamos a comtemplar a visão de um texto intitulado “Como ler a linguagem corporal” usando a metodologia de leitura compartilhada seguida de seus comentários.

Fizemos um break nas atividades de leitura para sentir o gosto  da paisagem seguinte. Não! Não estou me confundido com as palavras! Pois a paisagem seguinte tinha gosto de chocolate, melhor, bolo brigadeiro. Se a merenda escolar não chegar o Pró-EMI vai me quebrar! ( risos) Brincadeirinha! Momentos assim não têm preço!

Com muita energia estávamos indo na direção da paisagem de dois vídeos “Pingu e o presente” e “Pingu louco por música”, o objetivo era assistirmos aos videos e fazermos a transcrição individual e por meio de narrativa com diálogos, ou seja, traduzir tudo que Pingu e sua turma não fala com palavras, mas diz com expressões. Metade da turma ficou com um vídeo e a outra metade com o outro, após um tempo determinado para que todos transcrevessem as blabações foi o momento de socializar baseado na percepção de cada um o que contemplaram nestas duas paisagens. Os textos ficaram muito criativos e fazem parte do diário físico de cada aluno.

E assim desembarcamos mais uma vez!

Façam suas leituras em nossa galeria! Beijos!

domingo, 21 de setembro de 2014

CEIN: Releituras de Dom Quixote

Olá leitores!
 Eu (Leticia) e o meu grupo (Érika e Fabiano) viemos apresentar para vocês um trabalho realizado pelos alunos do 7º ano A da nossa escola, o Colégio Estadual Idalice Nunes.
Quixoteiros animados apresentam suas criativas releituras de Dom Quixote
A turma sob a orientação da professora Zilma Martins que trabalha com eles a disciplina Língua Portuguesa foi orientada a produzir este trabalho porque a temática da unidade que estavam estudando era "Heróis: da Ficção à Vida Real".
Assim eles se dividiram em seis equipes e cada uma fez a releitura em um gênero diferente que aqui serão expostos seguidos dos depoimentos que colhemos de alguns componentes de cada equipe falando sobre a experiencia em realizar  este trabalho.


1) História em quadrinhos: Equipe: Gabriel de Souza, Juliano de Jesus, Bruno Daniel, Mariana Bomfim e Allyfen Bruno.  
 "Foi muito interessante fazer esse trabalho. Eu nunca tinha feito algo assim antes, foi minha primeira vez. Não foi nem difícil, nem fácil. O importante é que conseguimos fazer" ( Gabriel Souza)



2) Dramatização : Equipe: Alanna Pozze, Danielle, Souza, José Messias, Thacio Ronald, Adão Vitor e Samira Nassara.
 "As cenas ficaram muito engraçadas. O Dom Quixote imaginava um moinho como gigante, rebanhos de carneiros como exército inimigo..."  "Eu sou menina e  tive que me vestir de Dom Quixote, mas apesar das dificuldades, a gente aprendeu e se divertiu bastante"( Danielle e Samira)




3) História muda: Davi Costa e Emile Sande
 "Foi muito interessante porque eu nunca tinha feito uma história muda, aprendi bastante sobre isso. Foi um pouco difícil fazer os desenhos, mas gostaria de fazer outros trabalhos assim." ( Emile Sande)






4) Jogral: Cleber Vitor, Gabriel da Silva, Geovana Sena, Marcela Pereira, Natan Frota.
 "Foi legal falar sobre a história de Dom Quixote através de um jogral porque, além dessa história já ser muito conhecida e respeitada pela literatura universal, contar a história através de um jogral, que é um poema, fica ainda mais legal. Porque é um gênero textual respeitado."  "Foi meio difícil organizar o que cada pessoa iria recitar. Tivemos que dividir tudo certinho para cada pessoa, e no final, deu no que deu..."( Natan e Cleber)






5)  Dom Quixote Nos Dias Atuais : Maura Lívia, Andreina Gabrielly, Valdelúcio Azevedo e
Nycole de Oliveira 

 "Nós tínhamos que passar a história para os dias atuais. Ele lia livros, hoje em dia os livros estão largados, as pessoas gostam mais de ouvir CDs, assistir DVDs. Então, achamos interessante trocar as batalhas, que hoje em dia não existem mais, pelas guerras da criminalidade e trafico. Foi um pouco difícil atualizar a história, mas foi muito legal" (Maura Livia)




6) Paródia musical: Camila dos Santos, Cleude Maria Luiza ( representada pela interprete de libras Daniella Cotrim), Diogo Coelho, Isadora Rocha, Joyce de Araujo
a equipe escolheu a música Beijinho no Ombro da Valesca Popozuda para parodiar contando a história de Dom Quixote.
  "A gente precisava contar a história de Dom Quixote em uma paródia. A única dificuldade foi que tivemos que gravar várias vezes, até dar certo".  "Foi muito engraçado, adorei os erros de gravação. A gente gostou de fazer, foi bem legal. Valeu à pena" (Isadora e Joyce)







sábado, 20 de setembro de 2014

Playlist: 5 músicas legais para ouvir enquanto lê um romance



Olá leitores! Eu (Leticia) e o meu grupo (Érika e Fabiano) preparamos uma playlist bem romântica para quem gosta de ler um bom livro ouvindo música.
Algumas pessoas têm essa mania de ler e escutar música ao mesmo tempo, outras dizem que não conseguem se concentrar ao tentar executar os dois. Eu particularmente, não costumo ler um livro e ouvir música ao mesmo tempo, mas confesso que algumas histórias pedem uma trilha sonora. Como, por exemplo, no livro O Lado Bom Da Vida, onde o narrador realmente pede que você ouça uma música enquanto lê o "roteiro da vida do Pat". 
Sendo assim, selecionei 5 músicas bem fofas e calminhas para ouvir apreciando um bom livro.



Lista:


E vocês, gostam de algumas dessas músicas? Tem outras preferidas? Gostam ou não gostam de escutar músicas enquanto leem? Comentem aí, vocês são sempre bem-vindos!

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Desafio Letra Mente: Meus 5 Piores Defeitos

Olá leitores! Eu (Leticia) e a minha equipe (Érika e Fabiano) viemos compartilhar com vocês o Desafio Letra Mente da semana: Meus piores defeitos. O desafio foi feito pela integrante da minha equipe, Érika. Confiram: 


1) Ignorante: Não gosto quando eu estou fazendo alguma coisa e alguém fica opinando, isso me tira do sério.



2) Preguiçosa: Gosto de fazer as coisas, mas não faço direito, por causa da preguiça que é  demais!
3) Nervosa: Quando quero uma coisa, não sei esperar, e quando minha mãe fica implicando comigo, fico mais nervosa ainda.



4) Bagunceira: Esse é um dos meus piores defeitos. Quando chego da escola jogo tudo em cima da cama e quando eu vou dormir coloco tudo num canto do quarto.



5) Respondona: Melhorei bastante! Antes ninguém podia falar nada comigo que eu já respondia com rispidez.


 


Então, esse foi desafio de Érika. 
Ah, acho que o meu pior defeito é que eu sou desorganizada com algumas coisas... E vocês, quais são seus piores defeitos? Comentem :)

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Resenha: Beta - Rachel Cohn

Olá leitores! Eu (Leticia) e o meu grupo (Érika e Fabiano) ficamos responsáveis pelas postagens da semana. Decidimos compartilhar com vocês a resenha do livro Beta, que faz parte do nosso acervo. Eu já havia publicado ela há alguns dias no A Thousand Lifetimes, um blog em que eu e Joyce (outra autora do LLM) temos a honra de participar, junto com Dany, filha da nossa querida professora Zilma Martins

Título/Título original: Beta/Beta

Autor: Rachel Cohn

Editora: iD

Ano de lançamento: 2014

Páginas: 288

Gênero: Distopia

Status: Livro em série
#1 Beta
#2 Emergent (EUA)

Skoob: Link


O livro “Beta” se passa em uma ilha paradisíaca, um lugar perfeito na qual todos gostariam de morar, mas apenas os mais ricos tem esse privilégio. Essa ilha, Demesne, se formou depois da Guerra das Águas. Ela foi arquitetada pelos homens mais ricos do mundo, incluindo Tariq Fortesquieu, pai de Tahir, um rapaz misterioso e atraente.
Elysia foi privilegiada com a oportunidade de morar nessa ilha, mas ela é um clone, e os clones foram criados para servir e não se divertir. Na verdade, os clones não se divertem, porque eles não têm sentimentos, já que não têm alma.

“Não nos falamos. O que haveria a dizer? O que...?”

Bem, pelo menos foi isso o que a Dra. Lusardi, responsável pela criação dos clones, incluindo a Beta, Elysia, disse a ela quando a garota emergiu aos 16 anos. Os humanos queriam clones perfeitos, para que fosse agradável conviver com eles. Mas, que tivessem características particulares, para que fossem identificados e diferenciados dos humanos, a classe superior. Por isso, todos os clones tem olhos da cor fúcsia, e uma tatuagem de flor-de-lis na têmpora direita. A têmpora esquerda é preenchida com uma tatuagem de acordo com a profissão que irá exercer.

Assim que sai da clínica, já com a habilidade da fala, um chip rastreador que monitora todos os passos dela e um chip com as informações necessárias para o convívio com os humanos, Elysia vai para uma loja que vende roupas e também clones, que ficam em exposição caso algum humano se interesse.  Na loja, ela conhece Becky, uma Beta adolescente assim como ela, mas que, diferente de Elysia, não é bonita. Enquanto Elysia tem um corpo bonito e proporcional, um porte de atleta, olhos cor de fúcsia, cabelo longo e loiro, pele ligeiramente bronzeada (um clone perfeito), a Becky é baixinha e gordinha, com a pele amarelada, os olhos vermelhos e os cabelos crespos.  
Mas Elysia não fica por muito tempo na loja. Uma mulher rica e elegante se interessa por ela, e logo a garota é vendida, e o papel dela será um pouco diferente. A Beta é comprada para “fazer parte da família” Bratton e substituir a sua filha Astrid que recentemente viajou para a Cidade de Bioma para estudar na universidade.  A mulher que a compra, a Mãe, é casada com o Governador, e eles tem mais dois filhos: Liesel, uma garotinha doce de 10 anos, e Ivan, um rapaz que logo se tornará seu amigo. Ou pelo menos é nisso que Elysia acredita. Na verdade, ela facilmente acredita em tudo o que lhe dizem, em todas as informações que são passadas a ela. 




Porém, com o tempo, Elysia percebe que é diferente dos outros clones. Ela começa a ter visões do homem por quem sua Matriz, Z, era apaixonada, isso definitivamente não deveria acontecer, ela não deveria ter memória. Outra coisa que a diferencia é que a Beta consegue sentir gosto. Sim, ela tem paladar. E ela sabe o que isso significa. Elysia é uma defeituosa.

“ - Você sabe que me pertence, Z”

Enquanto isso, ela se enturma ao grupo de amigos do seu ‘irmão’ Ivan. E, a partir daí, começa a perceber que Demesne não é tão perfeita assim. Os jovens de lá, inclusive Ivan, costumam se drogar, numa busca excessiva pela sensação de prazer e satisfação: a raxia (uma droga “criada” pela autora do livro). Entre os amigos de Ivan, Tahir, chama a atenção da Beta. Mas o garoto esconde um segredo. Aliás, todos naquela ilha aparentam esconder um segredo, inclusive Elysia.

“Eles tem algo a esconder. Eu tenho algo a esconder.”




 Então, essa foi a minha primeira experiência com uma distopia. Eu estava louca para ler um livro seguindo esse estilo, devido as grandes indicações que me foram dadas. O livro é bem introdutório, até a metade, quando as coisas começam a “pegar fogo”.  

Beta aborda temas bem chocantes, como o estupro e as drogas, como já havia citado. A história tem bastante romance, talvez até um pouco mais do que eu esperava em um livro desse gênero. Mas, não foi algo que me incomodou, já que romances são “a minha praia”.

A história é narrada em primeira pessoa, e foi como se eu estivesse sendo apresentada ao mundo junto com a protagonista, Elysia. Ponto positivo para a autora que, aliás, tem uma escrita bem agradável.

Quanto à revisão do livro, encontrei alguns erros de pontuação, mas nada que atrapalhe o entendimento. A estética do livro é bem bonita, mas bem feminina também. A capa lilás remete à cor do mar em Demesne. A flor-de-lis está sempre na abertura dos capítulos, isso me encantou muito.

O final desse livro é bem chocante. Para mim, foi como se tudo o que eu acreditava se revelasse uma mentira meu Deus, que drama. A história acaba em um cliffhanger, que me deixou em uma mistura de choque, surpresa, raiva e ansiedade. Agora, é só esperar o segundo livro da série. Choremos até lá.

Ps: Para conferir a resenha no blog ATLT, clique aqui.

Linguagem Corporal: Uma Vertente do Letramento – Parte I

Oi gente linda que aprecia os trabalhos do LLM,

E ai? Vamos compartilhar momentos! Conto para vocês  os acontecimentos da nossa 12ª oficina ocorrida no último 16 de setembro de 2014 e depois vocês compartilham suas impressões sobre a mesma nos nossos comentários, ok?
Haja leitores para tantas expressões!
Embarcamos ao som de uma bateria imaginária tocada por Mr Been e já começamos a viagem com muito riso e diversão! Na sequencia compartilhamos de um papo informal, mas muito sério com o nosso amigo, professor e coordenador doPró- EMI da nossa EU Ronaldo Soares.

 Isso mesmo de uma forma muito descontraída e cheia d e graça, como é sempre o seu diálogo com os alunos que, por sinal, o estima muito; Ronaldo seguiu conosco um pouquinho da viagem daquela tarde para parabenizar toda a tripulação LLM pelos belos trabalhos apresentados no blog e pela participação animada e significativa nas oficinas de leitura e letramento, bem como para sugerir-nos algumas dicas de aprimoramento e divulgação dos nossos trabalhos.

 Foi uma conversa bastante interativa e sobre os detalhes nós divulgaremos em momento oportuno. Os tripulantes nem queriam que ele desembarcasse na estação 1ª estação, mas ele os convenceu de que sua viagem era curta e para cessar as reclamações deixou-lhes uma sacola de paçoquinhas crianças se acalmam com doces ( risos)

Assim que nossa locomotiva seguiu nos trilhos apreciamos nossa paisagem do desafio da semana com o tema “Meus piores defeitos”. Dessa forma os compartilhamos em confissões muito autenticas, pois essa é uma forma leal de nos conhecermos um pouquinho mais a cada dia e, como sempre, nos divertimos com a forma engraçada com que muitos deles foram colocados. Passamos ao sorteio do tema da semana seguinte, bem como da equipe responsável pela manutenção do LLM nesta mesma semana.

Para nos inteirarmos de fato sobre o tema “Linguagem Corporal” assistimos ao vídeo “ Mimicas  Rápidas” e antes que alguém o comentasse parei de repente e comecei  a fazer a simulação de um ato  que os alunos têm o costume de presenciar  em todas as oficinas, quando terminei alguns alunos já verbalizavam minhas ações e foi assim que chamei todos ao centro da sala e pedi que improvisassem uma pequena situação sem uso do verbal para ser compartilhada com todos, assim foi o nosso aquecimento para o desenrolar deste tema.

Na sequencia fizemos leituras de imagens e de dois vídeos “Pingu na loja de brinquedos”, desenho animado da TV Cultura e “Serviço Matinal” do gênio do cinema mudo Charlie Chaplin. A discussão girou a cerca da leitura necessário para que tais imagens e vídeos falem sem o uso do som. Fizemos um break e entre outras coisas tivemos “o momento paçoquinha” que isso não vire um hábito!  Eita!  Já vi povo parra gostar de paçoca!

De volta e com energia dobrada, apreciamos um vídeo que falava sobre a dinâmica da Blabação. Uma metodologia inteligente que consiste em fazer com que um blabador  emita sons desarticulados seguidos simultaneamente de gestos engraçados  para que um interprete o verbalize repetindo os gestos do blabador e ativando seu poder de criação. Tudo isso deve ser feito sem prévia preparação. O resultado?  Muita criatividade e humor! 

Então esse era o nosso desafio para encerrarmos a tarde com uma fértil imaginação e risos. Em cinco equipes desenvolvemos a dinâmica que foi só expressividade e gargalhadas! Antes de ouvirmos o piuí avisando o fim desta primeira parte da viagem, combinamos a produção de um pequeno vídeo a ser apreciado por todos na oficina da semana seguinte. Vamos aguardar os resultados!

Beijos! Não deixem de apreciar os cliques desta oficina e falar o que acharam do que aqui expus,   certo?

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

O amor e suas facetas

Olá pessoal ,
Sou eu ( Stefany) e  minha equipe (Nayla,Naydson e Elizete) mais uma vez! Agora venho compartilhar com vocês um poema que eu fiz  e que foi interpretado no  TAL (Tempos de Artes Literárias) pelas minha amigas e colegas de classe, Letícia que é uma das autoras do LLM e Nayla que  faz parte da minha equipe .
Bem, fiz este poema porque a professora Zilma, em uma das oficinas, pediu que fizéssemos  poemas para exercitarmos a produção desse gênero literário e socializarmos  com os outros tripulantes da LLM. Conquistei a todos e foi assim que meu poema chegou ao TAL.
A professora Zilma me incentivou  a  apresentá-lo no TAL, mas como eu não podia estar presente no dia do evento, pedi para que minhas amigas apresentassem e elas fizeram um ótimo interpretação da minha obra prima! Parabéns meninas!
Espero que gostem! (é do fundo do coração)Brincadeira rsrs...(sei que é terminantemente proibido usar frases feitas, mas não resisti) 
O amor e suas facetas 

_Stefany, o que é o amor?
_ Ah! O amor é aquele que chega
Assim devagarzinho
E é tanto, tanto carinho!
Que te arrepia todinho
Te envolve, te deixa sonhando acordado...
Totalmente tomado
Pelo seu eterno amado
Ah, o amor! Tudo tão lindo!
Tão perfeito! Cheio de abraços
Segredos, beijos e flores.
Ah, o amor! Amor. Amor...

Ah, eu não queria acreditar
Que um dia tinha que acabar
Aquele lindo amor.
Assim você se foi
E parte de mim levou
Sim, esse é o verdadeiro amor
Que vai sem te dizer adeus
Deixando partido seu coração 

Ah, o amor! 

Sempre acaba em solidão
O amor... Ah, o amor!
Chega sendo tão bom
Até perceber que acabou
Mas o meu amor
Ah, o meu amor!
Vai ser sempre, sempre eterno.

(por StefannyHayala)

Noite da Escola de Lideres

Olá galerinha,

Eu (Stefany)  junto com a minha equipe (Nayla,Naydsson e Elizete ) queremos falar de algo muito importante que aconteceu comigo, no ultimo dia 7 de setembro num evento  ocorrido na Igreja Batista Sião  e que foi chamado de A Noite dos Formandos da Escola de Lideres ( eu era uma deles).
A escola de lideres e um procedimento pelo qual passamos para nos preparar durante algumas etapas até chegarmos a formatura e então podermos atuar num trabalho discipular.
Depois de formados, os lideres assumem a função de liderar uma célula que é um pequeno grupo de pessoas liderados por eles que se reúnem em um dia da semana em suas casas  para compartilharem com os demais da célula que lidera a palavra de Deus, tirando duvidas sobre as leituras feitas durante os cultos.
Enfim esse foi um dia maravilhoso com presença confirmada de Deus . Creio  que tudo que e bom deve ser compartilhado não é?
Então confiram os registros deste evento clicando em Formatura da escola de lideres.  Ficarei muito grata !